Anvisa e EMS tratam da retomada da produção após um incêndio – ASCOFERJ | Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

icone de categoriasícone de categorias deNotícias icone de data de publicaçãoícone da data de publicação, em 2 de novembro de 2018.

Anvisa e EMS tratam da retomada da produção após um incêndio

COMPARTILHAR:

O Órgão publicou a nota sobre a retomada da produção de medicamentos, no SEM. Na última terça-feira (23/10), o diretor-presidente William Dib e a diretora da Autorização e Registro de Saúde, Carlos Bastos, reuniram-se com representantes da indústria farmacêutica para avaliar as medidas que podem ser adotadas para voltar ao normal na produção de medicamentos e outros produtos, depois que um incêndio consumiu parte das instalações do parque fabril da empresa, localizado em Hortolândia (SP).

Lembrou que NÃO se vai elaborar um plano de ações para restabelecer a operação das linhas de produção e submeter a proposta à apreciação e aprovação da Anvisa. Além de medidas de emergência, o plano de ação deve conter um levantamento dos danos causados pelo acidente, que atingiu cerca de um quarto da área construída, cerca de 15 mil m2 em um complexo de 65 mil m2, distribuídos em dois andares de produção.

Impacto

A EMS produz, em média, cerca de 65 milhões de unidades de medicamentos por mês e é o líder do mercado nacional de medicamentos genéricos. De acordo com a auditoria independente do IMS Health, a indústria farmacêutica responde por 31,07% de genéricos, que são consumidos no país, sendo que a primeira finalista, controla 19,35% desse mercado. A empresa também exporta para 40 países.

O acidente, de acordo com informações da nota oficial divulgada pela empresa à imprensa, atingiu o almoxarifado e parte do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento.

Fonte: Anvisa

Por:

VEJA MAIS SOBRE: anvisa / EMS / incêndio

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Fonte: ascoferj.com.br/noticias/anvisa-se-reune-com-ems-para-tratar-a-retomada-da-producao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *